"Quando sua determinação muda, tudo o mais começa a se mover

em direção ao seu desejo".

4 de jan de 2009

A Manifestação da Sabedoria e Individualidade

Jitai Kensho

Jitai Kensho significa evidenciar as características individuais e a sabedoria através da prática budista.
Assim como cada planta evidencia todo o seu potencial a cada estação do ano, proporcionando a beleza natural que encobre todo o planeta, cada ser humano apresenta características únicas que juntas trazem a diversidade social.
Um mundo na qual as pessoas colaboram umas com as outras – esta é a condição social ideal. E tal sociedade pode ser alcançada quando cada talento e cada característica humana é respeitada e plenamente manifesta. O conceito budista de sabedoria e individualidade indica uma real forma de conduzirmos a vida. Jitai se refere ao indivíduo com as suas características próprias e Kensho se refere ao estado na qual este ser brilha e se manifesta de forma clara.
Todos os seres humanos possuem o estado de Buda, isto significa que todos podem evidenciar o mais elevado estado de vida. Assim, o princípio de Jitai Kensho demonstra que devemos manifestar o estado de Buda assim como somos, ou seja, não iremos nos tornar um ser diferente. Nos Escritos Orais, de Nitiren, consta a seguinte passagem: "A manifestação da sabedoria e individualidade é o ato de revelar as três propriedades iluminadas sem modificar a entidade da cerejeira, ameixeira ou pessegueiro"
As três propriedades iluminadas significa a propriedade da Lei, da Sabedoria e da Ação. A passagem nos mostra que no ato do indivíduo expressar a totalidade das suas características próprias reside o estado de Buda.
As cerejeiras são cerejeiras e ameixeiras são ameixeiras. Ambas desabrocham de formas distintas. As cerejeiras não podem se tornar ameixeiras e vice-versa. O mesmo pode ser dito aos seres humanos. Assim, não há razão de invejar aos outros ou tentar ser outra pessoa.
Para isto, é fundamental que possamos compreender a si mesmos de forma correta, assim como desenvolver ao máximo, as nossas virtudes. Nitiren ensinou que não importando o que sejamos, iremos atingir o estado de Buda. Como consequência, ele inscreveu o Gohonzon para que todos os seres humanos pudessem desenvolver este potencial.
Assim, as pessoas munidas de forte fé no Gohonzon e que conduzem uma prática constante não irão perder o seu tempo invejando outras pessoas ou depreciando a si mesmos. Elas estarão munidas da esperança e da coragem, elas estarão conduzidas pelo espírito de desafio e sabedoria que manifestam na vida diária.
Quando a luz do Nam-myoho-rengue-kyo brilha interiormente, as características individuais brilham de forma radiante. Em contrapartida, quando não há luz suficiente, em algumas ocasiões os aspectos positivos não se tornam aparentes ou em outros, o aspecto negativo é que se torna mais aparente. Por fim, como seguidores da filosofia budista de Nitiren, não podemos encerrar a nossa existência no arrependimento de não ter sido possível manifestar todo o nosso potencial e através da Lei Mística podemos fazer brilhar todas as nossas habilidades individuais e edificar o mais elevado estado de vida.
Fonte: Yasashi Kyogaku pg. 53
Preciosa Colaboração de Charles Chigusa - e-mail: chigusa@brastel.co.jp

Nenhum comentário: