"Quando sua determinação muda, tudo o mais começa a se mover

em direção ao seu desejo".

24 de jan de 2009

Jeanny Chen - Tomando consciência da boa sorte da minha vida

Por Jeanny Chen, Saratoga, California.
Disponível em http://www.happyjeanny.com/


Por causa da minha falta de sabedoria, ao longo destes anos de prática do Budismo, tenho dado como fato o que a SGI me oferecia, sem chegar a experimentar uma especial gratidão.
"A SGI é a organização do Gohonzon, a organização que verdadeiramente realiza a missão de propagar os corretos ensinamentos do Budismo de Nitiren Daishonin. Deveríamos cuidar e ajudar a desenvolver a SGI com todas nossas forças. Os benefícios que somos capazes de obter através da prática budista, para nós e para os outros, são manifestações da função do Gohonzon. Não deveríamos comportar-nos de maneira arrogante por causa dos resultados que conseguimos através da prática com o Gohonzon".
Um dia, meu veterano na prática mostrou-me isto. Afortunadamente, finalmente acordei a esta verdade depois de guardar sua orientação no meu coração e recitar Daimoku especificamente a respeito dela. As amostras da minha atitude eram esmagadoras. Não me levou muitas horas de Daimoku conscientizar-me da minha estupidez até esse momento.
A SGI possibilitou que minha amiga me falasse a respeito do Budismo de Nitiren Daishonin. Assim, tive a enorme boa sorte de receber o Gohonzon, praticar com o Gohonzon, e ademais, crescer constantemente dentro da organização sob a orientação do presidente Ikeda e o incentivo dos meus companheiros. Agora, depois de 13 anos de praticar este Budismo, tenho certeza de estar reescrevendo meu destino e avançando no meu objetivo de ajudar os outros.
Numa noite de frio espantoso, dois veteranos na prática fizeram-me uma visita surpresa, pouco depois de converter-me em membro da SGI.
Nunca tinha experimentado este tipo de calidez fora da minha prática budista pessoal. Foi algo que não tinha conhecido antes. Mostraram-me o que significam a profunda sinceridade e a fé pura. Abriram-me os olhos ao mostrar-me sua indescritível felicidade como praticantes do Budismo de Nitiren Daishonin. A benevolência deles inevitavelmente comoveu também meu marido, que não é membro. A partir de então, sempre me incentiva a participar das atividades da SGI.
Todas as reuniões de diálogo (palestra) têm me proporcionado um verdadeiro "curso de treinamento ao longo da vida", de acordo com meu próprio ritmo, horário e necessidades. Confortável e paulatinamente observo e aprecio a sabedoria de outros membros, seus costumes e características, aprendendo das suas experiências pessoais. Sempre me permitiram também expressar meus pensamentos, incentivando-me a falar rodeada de cálidos e benevolentes companheiros da fé, que pacientemente ouviam-me expressar-me com dificuldade no meu segundo idioma, o inglês. Sem importar o que falasse, esse compartilhar juntos sempre me significou aplausos e parabéns, um verdadeiro combustível que fortalecia minha autoconfiança e motivação para esforçar-me numa prática mais diligente.
As publicações da SGI me brindam os corretos ensinamentos do Budismo de Nitiren Daishonin, as respostas a todas minhas dúvidas a respeito da vida.
Através de lê-las, consegui uma valiosa compreensão de como viver uma vida feliz e também levar felicidade aos outros. Já não me sinto frustrada ou derrotada pelo meu carma ou pelo que me suceda. A vida nunca foi para mim tão livre e tão abrangente quanto agora.
Os companheiros de luta vivem suas vidas, sofrendo e brilhando, buscando realizar suas respectivas missões. Seus sofrimentos me oferecem uma perfeita demonstração de como compreender a vida e o carma. Cada vez que me permitem ajudá-los, também me dão a oportunidade de cumprir minha missão. Acreditando ou não os benefícios dessas causas positivas nunca deixam de incrementar minha "poupança de boa sorte"! Cada vez que eles superam seus desafios, convertem-se em inspiração para minha prática e para mim mesma. Devo admitir que com alguns companheiros, meus pensamentos e idéias não foram capazes de estar ainda em sincronia total com os deles. Antes isto me deixava de mal humor e reclamava quando ocasionalmente tocava-se no assunto. Porém, agora aprendi a estar agradecida pelos papéis que desempenham na minha vida: eles são os instrumentos que estimulam minha determinação de realizar minha revolução humana. Quantas outras oportunidades temos como esta, em que pelo simples fato de unir-nos a uma organização e simplesmente praticar junto com outros membros, já estamos criando valor?
Além de ocupar-se de todos os assuntos das suas vidas cotidianas, nossos veteranos na prática, os líderes da SGI, têm se oferecido voluntariamente para desempenhar diversos papéis na organização em prol de todos os membros. Apesar das suas próprias lutas pessoais, cumprem funções na SGI, incentivam e treinam os membros, lhes oferecem orientação, escutam suas reclamações ou seus problemas, corrigem o errado, realizam visitas familiares, etc. São os pais de todos os membros. Certificam-se que os membros sejam felizes e que a organização esteja se desenvolvendo de maneira sadia. E apesar de todos os esforços que realizam, nem sempre são capazes de agradar a todos.
Não imagino-me estar nos seus lugares, sempre senti por eles um enorme respeito e admiração, principalmente pela sua benevolência ao realizar tão árdua tarefa. Não conheço outra organização que incondicionalmente abrace e nutra seus membros com absoluta igualdade como o faz a SGI. E são seus líderes os que dia após dia realizam esta tarefa.
O fato de basear-nos no principio de "uma só mente", entre mais de 12 milhões de membros de diferentes gêneros, raças, culturas e condições que compartilham os mesmos objetivos da SGI pela paz, a cultura e a educação, é em si mesmo uma grande maravilha, só de pensar nisso. Que imagem grandiosa é ver como cada pessoa se esforça tenazmente, seguindo as orientações do presidente Ikeda e as diretrizes da SGI em prol da ampla propagação do Verdadeiro Budismo! Só por pertencer à SGI, sou um ser humano que participa orgulhosamente de tão emocionante movimento da história da humanidade!
Sendo um membro da SGI, posso assistir vários cursos de treinamento nas suas instalações para desenvolver-me ainda mais. O Sistema Educativo Soka (de Criação de valores) que a SGI estabeleceu, proporciona-me uma oportunidade excepcional se desejo continuar minha educação. A lista dos benefícios de ser membro da SGI não tem fim.
A boa sorte dura muitas existências, se conseguimos reconhecê-la e aceitá-la.Mesmo assim, estava sendo mesquinha quando não conseguia sentir-me satisfeita com todos os privilégios de ser membro da SGI. Sentia-me descontente pela suposta pouca atenção e cuidado que tinha recebido pessoalmente. Esqueci de refletir sobre minha postura, de quanto eu fiz pelos outros e de quanto mais poderia ter feito por mim mesma. Pela minha estupidez, não podia apreciar minha imensa boa sorte de ter encontrado o Budismo de Nitiren Daishonin através da SGI. Eu mesma me impedi de extrair mais valor desta boa sorte existente. A boa sorte é meu bom carma, o efeito das minhas causas positivas anteriores. Se deixo de criar novas causas positivas, independente do meu carma positivo atual, posso esperar enfrentar o oposto uma vez que for consumida esta boa sorte.
Minha responsável realmente me acordou aos três venenos da ira, da avareza e da estupidez. Sob nenhuma circunstância voltarei a malgastar a boa sorte de ser membro da SGI. Em vez disso, a apreciarei, a protegerei e contribuirei para seu crescimento, com o máximo da minha capacidade. E também lembrarei a meus companheiros sua beleza.

O endereço eletrônico de Jeanny é: happyjeanny@hotmail.com
Tradução: Ariel Ricci aricci@estadao.com.br
Revisão: Marly Contesini contesini@estadao.com.br
Recomende este artigo a um amigo ou amiga.

Nenhum comentário: