"Quando sua determinação muda, tudo o mais começa a se mover

em direção ao seu desejo".

4 de jan de 2009

Cinco Princípios de Propagação

Shukyo no Goko

Os cinco princípios de propagação foram estabelecidos por Nitiren Daishonin como base para avaliar os diversos ensinos budistas. Estes são: 1. O Ensino. 2. A Capacidade. 3. A Época. 4. O País. 5. A Sequência de Propagação.
O Budismo estabelecido há quase três mil anos atrás por Sakyamuni, consiste em mais de 80 mil ensinos. Por esta razão, uma avaliação acurada de cada ensino torna-se um pré-requisito para determinar qual deles é essencial. Não importando qual ensino seja escolhido, há um objetivo único: a busca da iluminação (a mais elevada condição de vida). Mas, as nossas existências são limitadas e não é possível aprender cada um dos 80 mil ensinos, nem é possível praticar todos. Apesar disto, é de extrema importância que todos os ensinos sejam distinguidos e avaliados de forma objetiva para que se possa assegurar uma escolha certa. Este é o motivo dos requisitos estabelecidos por Daishonin e estes são usados como um critério básico para distinguir os diversos ensinos.
Primeiramente, possuir uma correta compreensão dos ensinos significa reconhecer as diferenças entre os diversos ensinos budistas e discernir do ponto de vista filosófico, qual é o profundo e qual é o superficial. Os ensinos são: Mahayana, Hinayana, provisório, verdadeiro, exotérico e esotérico. Isto pode ser comparado ao médico que prescreve o melhor remédio para o paciente através da uma análise minuciosa de cada componente. Tientai, da China e Dengyo, do Japão, proclamaram e provaram que o Sutra de Lótus é o ensino supremo. Nitiren Daishonin revelou as três Grandes Leis Secretas escondidas nas profundezas do Sutra de Lótus. Assim, em qualquer estudo comparativo, seja de cunho religioso ou filosófico, é crucial examinar esta doutrina.
A seguir, é a completa compreensão da capacidade das pessoas. Isto significa a importância em compreender qual é o tipo de ensino que as pessoas estão buscando e posteriormente reconhecer o ensino mais apropriado de acordo com a época. Quando um médico prescreve um remédio para o paciente, este deve ser indicado de acordo com os sintomas apresentados. Por exemplo, um remédio para dor de barriga, não será útil para um paciente com gripe; ou, se o quadro clínico de um paciente for grave, uma medicação fraca será de pouco valor ou inútil. A correta compreensão da capacidade das pessoas significa estudar tantos os aspectos acadêmicos e psicológicos da religião.
O terceiro ítem é a correta compreensão da época, o que significa reconhecer a mudança dos tempos e apreciar as necessidades específicas da época. A história nos mostra que o sucesso depende se a época é claramente compreendida ou não. A medicação de um paciente deve ser prescrita regularmente num determinado período para que seu efeito seja efetivo. Se o paciente ficar curado ou não, irá depender não somente da eficácia do remédio, mas em que período este é ingerido. No mundo atual, orgulhoso do seu progresso científico, a cultura espiritual está em decadência. Por esta razão, muitas pessoas estão buscando o budismo por considerá-lo como um sistema filosófico adequado e efetivo para a época atual.
O quarto princípio é a correta compreensão do país. Isto se refere ao conhecimento do sistema político, estrutura social e composição racial do país envolvido. Isto é, no sentido de se obter uma propagação efetiva os fatores essenciais é fundamental compreender a cultura, história, língua e costumes desta sociedade. Além disso, uma religião superior jamais força uma instituição ou organização específica sobre os seus adeptos.
Por último, há a sequência de propagação. Os ensinos iniciais devem ser compreendidos antes que os ensinos posteriores sejam ensinados. Em outras palavras, os ensinos provisórios devem ser aceitos antes dos ensinos profundos serem expostos. Este processo não pode ser negligenciado, pois caso contrário, a propagação de qualquer religião ou filosofia não pode ser bem sucedida. Agora, aplicando a mesma analogia ao paciente, podemos dizer que se o médico prescrever um remédio sem saber qual foi a medicação prescrita anteriormente, poderá causar efeitos colaterais e em casos extremos, a morte do paciente.
Nos dias de hoje, e existência da humanidade está em perigo: conflitos, contaminação, poluição, assim como o uso indiscriminado dos recursos naturais. Todos estes fatores são sombras que pairam sobre o futuro da humanidade. O Budismo de Nitiren Daishonin ilumina a vida de cada indivíduo com uma filosofia que capacita evidenciar a sabedoria inovadora para desfrutar nossas existências. Esta é a época oportuna para que possamos compreender os cinco princípios da Propagação, e assim agirmos de acordo com as condições externas visando a melhor forma de propagar os ensinos expostos pelo Buda Nitiren Daishonin.
Preciosa Colaboração de Charles Chigusa - e-mail: chigusacharles@hotmail.com

As

Nenhum comentário: