"Quando sua determinação muda, tudo o mais começa a se mover

em direção ao seu desejo".

3 de jan de 2009

GOSHO - A Prática dos Ensinos do Buda

(Nyossetsu Shugyo Sho - páginas 501 a 502)


Está agora claro que os que nasceram nesta terra e aceitaram a fé neste sutra quando, a sua propagação é empreendida nos últimos Dias da Lei sofrerão perseguições ainda mais severas do que as que ocorreram na vida do Buda. Naquela época, o mestre foi um Buda e seus discípulos grandes Bodhisattvas e Arhats. Além disso, o Buda expôs o Sutra de Lótus somente após ter ensinado completamente e disciplinado todos os que estavam para ouvi-lo, inclusive os deuses, os humanos, tanto os leigos como os ordenados, e as oito espécies de seres inferiores.Agora, nos Últimos Dias da Lei, mesmo que o ensino, a capacidade das pessoas e o estágio para a propagação estejam prontos, devemos esperar ainda mais hostilidades, pois esta é a era da incessante confrontação após a Lei Pura ter sido perdida. Além disso, o mestre não é senão uma pessoa comum e seus discípulos vieram entre os ímpios, manchados pelas três impurezas. É por isso que o virtuoso mestre é rejeitado e os maus bonzos são pelo contrário aproximados.O que é mais, uma vez que se tornou um seguidor ou discípulo do verdadeiro devoto do Sutra de Lótus cuja prática está de acordo com os ensinos do Buda, está destinado a defrontar os três poderosos inimigos. Portanto, do exato dia em que começou a ouvir este ensino, deve estar plenamente preparado para defrontar as três espécies de perseguições que são certas de serem mais terríveis após o falecimento do Buda. Embora meus discípulos tenham já ouvido sobre isto, alguns ficaram aterrorizados quando perseguições maiores e menores nos atacaram, chegando ao ponto de abandonarem a sua fé. Não os adverti antecipadamente? Tenho estado ensinando diretamente do sutra --""Desde que há grande hostilidade e contenda contra este sutra mesmo enquanto o Buda vive, é certo de ser mais terrível após o seu falecimento." As palavras "é certo de ser mais terrível após o seu falecimento" que tenho estado repetindo dia e noite, aponta para este exato momento. Não há razão para ficar subitamente amedrontado quando na realidade vê ou ouve sobre eu sendo levado de minha habitação, ferido ou censurado oficialmente duas vezes e exilado a distantes províncias.Questão: O devoto que pratica de acordo com os ensinos do Buda pode desfrutar uma vida pacífica neste mundo. Por que então surgem incessantemente os três poderosos inimigos?Resposta: Sakyamuni defrontou nove grandes perseguições por causa do Sutra de Lótus. No distante passado, o Bodhisattva Fukyo foi ferido com bastões e pedras. Chu Tao Shung foi exilado para o Monte Su, o Bonzo Fa Tao foi marcado na face e Shishi-sonja foi decapitado. Tien-tai, o Grande, sofreu oposição das sete seitas setentrionais e três meridionais, e Dengyo, o Grande, foi ofendido pelas seis seitas na velha capital de Nara. O Buda, estes Bodhisattvas e os grandes santos foram todos devotos do Sutra de Lótus e, todavia, sofreram grandes perseguições. Se negar que eles praticaram de acordo com os ensinos do Buda, então onde pode encontrar os que praticaram? Esta é a era de conflito em que a Lei Pura foi perdida. Além disso, este mau país, o governador, seus ministros e até mesmo a população em geral estão, sem exceção, manchados pelo mal. Eles se opuseram ao verdadeiro ensino e, ademais, respeitaram doutrinas e bonzos heréticos. Os demônios, portanto, enfurecidos, invadiram a terra e estão causando os três perigos e sete calamidades.Que tempo desfavorecido é sem dúvida este em que Nitiren , sob ordem do Buda, nasceu nesta terra ! É impossível opor-se ao decreto do Lorde Buda. Assim, tenho posto completa fé no sutra e começado a batalha entre os ensinos provisórios e o verdadeiro. Vestindo a armadura da tolerância e cingindo a espada dos verdadeiros ensinos a bandeira do Myoho-rengue-kyo, a essência dos oito volumes inteiros do Sutra de Lótus. Retesando então o arco da declaração do Buda "a verdade não foi revelada" e entalhando a flecha de "honestamente abandonem os ensinos provisórios, montei na carreta puxada pelo grande boi branco e derrubei os ensinos provisórios. Atacando aqui e ali, refutei as seitas Nembutsu, Shingon, Zen Rtsu e outras. Alguns dos meus adversários fugiram precipitadamente, enquanto outros se renderam e ainda foram capturados, tornando-se meus discípulos. Repeli seus ataques e venci-os, mas uma multidão de inimigos estão para se opor ao único rei da Lei e ao punhado que o segue. Assim a batalha continua ainda hoje."A prática do Sutra de Lótus é Chakubuku, a refutação das doutrinas provisórias." Verdadeiro às letras deste dito dourado, os crentes de todos os ensinos provisórios e seitas serão finalmente vencidos e juntar-se-ão aos seguidores do rei da Lei. Tempo virá em que todas as pessoas entrarão no caminho do Estado de Buda, e a Lei Mística sozinha florescerá por toda a terra. Então, quando todas as pessoas estiverem recitando simultaneamente o Nam-myoho-rengue-kyo, o vento não vergará a ramagem ou os galhos e nem cairá torrencialmente a chuva para cavar a terra. O mundo tornar-se-á calmo e sereno como foi na era de Fu Hsi e Shen Nung na antiga China. Não somente as pessoas serão libertadas do infortúnio e desastre por todas as suas vidas, como também aprenderão a arte de viver longa e plenamente. Observe o tempo em que a eternidade da Lei e do homem será provada. Não pode haver a mínima dúvida a respeito da solene promessa no sutra para uma vida pacífica neste mundo.
FUNDO DE CENAEm maio de 1273, ainda sob a severa privação do exílio na Ilha de Sado. Nitiren Daishonin escreveu este Gosho a seus discípulos e seguidores. Estava então com 52 anos de idade e foi justamente um ano e meio após a Perseguição de Tatsunokuti, que ocorreu em 12 de setembro de 1271. Sua vida na ilha foi a mais desencorajante por causa do intenso frio e as raras provisões levadas a ele. No incidente de Tarsunokuti, Nitiren Daishonin completou a sua missão como Bodhisattva Jogyo, cumprindo as profecias do Sutra de Lótus e revelando-se Buda Original da Era de Mappo.Dentro e em volta da área de Kamakura, contudo, a perseguição aos seguidores de Daishonin tornaram-se insuportáveis e muitos abandonaram a fé. O mestre havia, como sabiam, quase sido morto em Tatsunokuti, e seu exílio a Sado era muito mais severo do que a vida aprisionada de hoje. Sua vida estava exposta ao perigo pelos heréticos inimigos. Os seguidores ficaram amedrontados e desencorajados. Eles se perguntavam porque Daishonin tinha que sofrer tais grandes perseguições. Alguns discípulos foram banidos de Kamakura, atirados à prisão, privados de suas propriedades ou expulsos. Daishonin estava bem ciente de seus sofrimentos e constantemente enviou-lhes encorajamento em todas as possíveis oportunidades. Este Gosho é um exemplo de como escreveu como se estivesse deixando seu último desejo e testamento.O título, "Prática dos Ensinos do Buda", literalmente significa praticar em exato acordo com os ensinos do Buda. Há duas interpretações disto. Uma é que Nitiren Daishonin viveu de acordo com os ensinos de Sakyamuni e cumpriu todas as profecias do Sutra de Lótus. Uma outra é que as pessoas nos Últimos Dias da Lei (Mappo) devem cumprir os ensinos de Daishonin. Para Daishonin, o "ensino" foi o Sutra de Lótus exposto por Sakyamuni, e para nós é o Nam-myoho-rengue-kyo das Três Grandes Leius Secretas que Nitiren Daishonin ensinou e também os seus ensinos compilados no Gosho, Nikkan Shonin, o 26.° Sumo Prelado, afirmou que o título indica as Três Grandes Leis Secretas - o objeto de adoração, invocação e o sumo santuário do Verdadeiro Budismo. "Os ensinos do Buda" correspondem ao verdadeiro objeto de adoração, Daí-Gohonzon, e a "Prática" é a recitação do Nan-myoho-rengue-kyo, ambos os quais requerem o lugar - o sumo santuário - no qual o Daí-Gohonzon está consagrado e é adorado. Nikkan Shonin também delineou a relação entre a "prática" e os "ensinos do Buda" em termos de mestre e discípulo, pessoa e Lei, e prática para si e para os outros. "Prática" indica o discípulo, a pessoa e a prática para si mesmo, enquanto os "ensinos do Buda" indica o mestre, a lei e a prática para os outros. Quando estes dois tornam-se unos, podemos verdadeiramente chama-los de prática dos ensinos de Daishonin.Nitiren Daishonin mostra neste Gosho que a verdadeira prática é o Chakubuku, isto é, transmitir o Verdadeiro Budismo a muitas pessoas, ajudando-as a dirigir vidas para a auto perfeição. Um mês antes de escrever este Gosho, Daishonin havia completado o "Kanjin-no Honzon Sho" (Sobre o Verdadeiro Objeto de Adoração) em abril de 1273 no qual explicou o Daí-Gohonzon e que todas as pessoas podem alcançar a iluminação. No "Kanjin-no Honzon Sho" revelou que a iluminação provém da firme fé no Gohonzon e enfatizou a importância da prática para si mesmo - Gongyo e Daimoku. A "Prática dos Ensinos do Buda" foi subseqüentemente escrito para esclarecer a importância da prática para os outros - Chakubuku.Qualquer filosofia sem a sua prática é uma idéia morta, e a prática sem filosofia não pode ser senão impulsiva e unilateral.
O importante é reconciliar a filosofia com a prática, pois a grandeza de uma filosofia somente é reconhecível quando brilha pelo comportamento e experiência da pessoa. Este Gosho, ensina-nos a praticar o Budismo de Daishonin com a nossa mente, palavras e ações.Todos desejam viver uma vida pacífica neste mundo.
O capítulo 'Yakussoyu' (a Parábola das Ervas) diz: "Os que crêem no Sutra de Lótus viverão pacificamente em sua presente existência e renascerão num bom lugar no futuro". Nitiren Daishonin, contudo, ensina Que quando uma pessoa pratica seus ensinos, os três poderosos inimigos surgirão sem falha. Podemos viver uma vida pacífica somente com uma constante luta contra estes três. Ele explica que uma vida pacífica não é uma vida livre de preocupação ou ansiedade, mas uma independente e realizada, isto é, nunca frustada por quaisquer problemas. No curso das nossas vidas, estamos sujeitos a defrontar dificuldades e privações por muitas vezes. Mas, desafiando-as e superando-as, podemos desenvolver a verdadeira independência. O homem vive na sociedade, e é portanto impossível vivermos uma vida calma e pacífica quando o nosso mundo é ainda abalado por guerras ou pela fome e seca. Daishonin diz neste Gosho que uma vida tranqüila somente pode ser conseguida dentro de uma sociedade pacífica.Chakubuku significa superar o mal e desenvolver o bem: é o único modo de subjulgar o egoísmo e construir a auto confiança.
"A prática do Sutra de Lótus é Chakubuku, a refutação das doutrinas provisórias." Este é o espírito do Buda Original e tem sido fervorosamente levado avante pela Soka Gakkai, como podemos ver através da dedicação dos nossos sucessivos presidentes.
Na análise final, a "prática dos ensinos do Buda" significa alcançar o Kossen-rufu através do Chakubuku.

Nenhum comentário: